Palestra da RBMCSA vai mostrar práticas conservacionistas adotadas no plantio de cana-de-açúcar

Palestra da RBMCSA vai mostrar práticas conservacionistas adotadas no plantio de cana-de-açúcar

Evento, que terá a participação do pesquisador da Zilor de SP, trará conferências, mesas redondas, minicursos e visita técnica

Quais as práticas conservacionistas estão sendo adotadas no preparo de solo e plantio de cana-de-açúcar, especialmente no estado de São Paulo, responsável por 60% da produção do País? Este entre outros questionamentos serão respondidos na palestra do pesquisador Tedson Luís de Freitas Azevedo, do Grupo Zilor de Alimentos e Energia de São Paulo, que participará da XX Reunião Brasileira de Manejo e Conservação do Solo e da Água, em Foz do Iguaçu de 20 a 24 de novembro.

O evento realizado pelo Iapar e Nepar com apoio da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (SBCS), trará palestras, conferências, mesas redondas, sessões técnicas, minicursos e visita técnica. O prazo final para o envio de resumos é até o dia 20 de agosto de 2016.

A palestra de Tedson Luis Azevedo propõe adaptações no sistema de produção de cana-de-açúcar, visando produtividades competitivas e qualidade ambiental. “As práticas estão focadas na sistematização do terreno com atenção especial a redução da quantidade de carreadores presentes na lavoura”, explica Azevedo, acrescentando que os carreadores são áreas de infiltração de água da chuva quase zero, pois essa água é obrigatoriamente conduzida para dentro da área cultivada com cana e se acumulando, principalmente, nas bacias dos terraços potencializando o rompimento do mesmo e, como consequência, o aparecimento de erosão.

“Outro procedimento conservacionista que estamos adotando é o plantio de leguminosas e braquiárias na rotação com cana e o preparo do solo profundo e localizado”, revela.

Todos esses procedimentos, segundo ele, ajudam na proteção do solo, favorecem a infiltração da água reduzindo o escoamento superficial, aumentam a quantidade de biomassa (matéria orgânica), diminuem as perdas de nutrientes por lixiviação, contribuindo assim para o incremento na produtividade.

Estão programados, para os cinco dias da XXRBMCSA, a realização de 4 conferências, 3 mesas redondas, 10 sessões técnicas, 3 minicursos e visita técnica. Também serão apresentados cerca de 300 trabalhos científicos na forma oral ou de pôsteres, com resultados de pesquisa atuais e inovadores de todas as subcomissões científicas ligadas ao manejo e conservação do solo.

O segundo, terceiro e quarto dias têm grades de trabalho semelhantes: duas plenárias pela manhã, das 9h às 12h, sessões técnicas à tarde, das 13h30 às 18h. No último dia, das 9h às 18h, haverá uma visita técnica em paralelo com 3 minicursos que acontecerão no período da manhã e tarde.

Os participantes interessados em apresentar trabalhos devem ficar atentos à data. O prazo final para o envio do resumo é até o dia 20 de agosto de 2016.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *