(42) 3220-3738 //  contato@sbcs-nepar.org.br

Notícias

Curitiba, 10 de setembro de 2019.

O Núcleo Estadual Paraná da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (NEPAR-SBCS) repudia o fato ocorrido no dia 31 de agosto de 2019, na Fazenda Escola Capão da Onça da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), onde 03 (três) docentes efetivos do Departamento de Ciência do Solo e Engenharia Agrícola – Professora Associada Dra. Neyde Fabíola Balarezo Giarola, Professor Adjunto Dr. Fabrício Tondello Barbosa e Professor Associado Adriel Ferreira da Fonseca – foram impedidos, sem qualquer comunicação prévia oficial, de conduzir turma de aproximadamente 50 (cinquenta) estudantes (graduação e pós-graduação), produtores rurais, técnicos, representantes de associação e conselho de classe, para adentrar a área onde estão sendo realizadas as pesquisas referentes ao projeto da Rede Paranaense de Agropesquisa e Formação Aplicada, como parte da atividade de extensão e capacitação técnica, apoiadas pela Associação dos Engenheiros Agrônomos dos Campos Gerais (AEACG), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (CREAPR) e Núcleo Estadual Paraná da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (NEPAR-SBCS). Os docentes acima mencionados relataram que eles e o grupo de visitantes tiveram dificuldade de acesso a área, sendo solicitado pelos servidores lotados na Vigilância da UEPG a se retirarem do local, por ordem expressa da Administração da Fazenda Escola Capão da Onça da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

Destaca-se que os docentes, além de ficarem constrangidos publicamente, foram impedidos de exercer a sua atividade profissional como Professor de Ensino Superior, Pesquisador e Engenheiro Agrônomo.

 

Atenciosamente

Dra. Graziela Moraes de Cesare Barbosa Vice-Diretora (Biênio 2019-2021)

 

2019-09-10_Nota-de-Repudio